Durante a premiere mundial de Dois Irmãos – Uma Jornada Fantástica, o ator Tom Holland comentou como Chris Pratt foi importante no período em que Marvel e Sony estavam em desacordo sobre o Homem-Aranha. Em entrevista à Variety, ele disse:

“Sabe, todo mundo me apoiou. Obviamente, todo mundo, mas Chris [Pratt] e eu estávamos nos bastidores da D23 antes de sermos chamados no palco. Estava dando a notícia para ele, porque ele ainda não sabia. Ele me disse ‘não, isso não vai acontecer. Eles vão se entender e, se não acontecer, você ficará bem’. É muito bom tê-lo ao meu lado, porque ele é alguém que admiro muito e fico feliz de sermos bons amigos”.

Em agosto, Sony e Disney romperam o acordo que permitia que o Homem-Aranha de Tom Holland continuasse a aparecer no MCU. O desentendimento aconteceu porque o Marvel Studios estava descontente com sua participação nos lucros de produtos relacionados ao Teioso. A Marvel então negociou uma porcentagem maior, mas a Sony, percebendo o potencial financeiro do herói, optou por retomar o controle criativo do herói, tirando Kevin Feige da produção dos longas e o personagem do MCU.

No mês seguinte, após várias idas e vindas, Sony e Marvel chegaram a um acordo e o Homem-Aranha voltou ao MCU. Com isso, as duas empresas produzirão o terceiro filme do herói, que chega aos cinemas em 16 de julho de 2021. Como parte do acordo, o personagem de Tom Holland também poderá aparecer em novos filmes do MCU. A produção será de Kevin Feige, pela Marvel, e de Amy Pascal, com a Pascal Pictures.