Dirigido por Daniel Rezende, Turma da Mônica – Laços, chega aos cinemas nesta quinta-feira, dia 27. Na última quinta-feira, dia 20, aconteceu em Curitiba a pré estreia oficial do filme com presença do elenco e diretor.

A convite da Paris Filmes nossa equipe esteve presente no evento e tivemos a oportunidade de entrevistar o elenco e diretor do longa. Abaixo confira o que achamos do filme.

Adaptações para o cinema geralmente são tarefas difíceis, ainda mais quando a obra adaptada é muito conhecida pelo público. É o caso da Turma da Mônica, que podemos dizer com tranquilidade ser o maior ícone da cultura pop no Brasil. Felizmente, Daniel Rezende conseguiu levar todo o encanto dos personagens Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão para o cinema com maestria.  

É o primeiro live-action baseado nos personagens de Mauricio de Souza, a expectativa do grande público é alta, afinal os personagens fizeram e fazem parte da infância de milhões de brasileiros. Já adianto que o filme está incrível e com certeza você não vai se arrepender de ir ao cinema.

A gente respeitou muito o universo do Maurício de Souza, e a gente usou uma perguntinha que era um pouco que delineava os caminhos que tínhamos que escolher para fazer esta adaptação porque fazer cinema é uma arte diferente de quadrinhos e de animação. Então a pergunta era ‘como seria essa turminha se existisse na vida real?’ – revelou Daniel Rezende.

Realmente, levar o encanto dos quadrinhos para a telona não seria nada fácil. O primeiro ponto que devemos destacar nesta produção é o elenco. A seleção foi feita com mais de 7500 crianças até chegar a turma que já conhecemos. As escolhas não poderiam ser mais perfeitas.

O elenco: Giulia Benite, a Mônica; Kevin Vechiatto, o Cebolinha; Laura Rauseo, a Magali; e Gabriel Moreira, o Cascão.

Encantador e necessário! Precisamos de mais filmes assim em nosso cinema.

Turma da Mônica – Laços

O filme, que tem roteiro de Thiago Dottori, é uma adaptação da graphic novel Turma da Mônica – Laços, criada por Vitor e Lu Cafaggi. No roteiro, o público acompanha o “plano infalível” da turminha para resgatar Floquinho, o cachorro do Cebolinha que desapareceu certa manhã. 

Segundo Daniel Rezende tudo foi estrategicamente pensado para a adaptação ficar o mais próximo possível do que conhecemos, “[…] desde as casas, o sofá, as árvores, os objetos, tudo… Eu pensava ‘qual o sofá da vida real mais parecido com os das histórias? Qual será a casa mais parecida com a do Cebolinha na vida real? Como podemos deixar tudo o mais parecido possível? Assim iamos moldando tudo”.

As crianças, claro, estão perfeitas como turma da Mônica. Giulia Benite, a Mônica; Kevin Vechiatto, o Cebolinha; Laura Rauseo, a Magali; e Gabriel Moreira, o Cascão conseguem transmitir todas as características que já conhecemos nos personagens de forma espetacular, toda carisma e dedicação de cada um deles merece ser aplaudida.

Para os adultos -assim como eu- é uma viagem ao passado para celebrar o quão bom era ser criança e como era divertido e importante viver ‘grandes aventuras’ com os amigos, ainda com a inocência de uma criança criada nos anos 90.

Para a nova geração, uma oportunidade única de poder saber por meio das telonas como seria se seus personagens preferidos ganhassem vida.

É um filme simples e grande, para todas as idades. E o melhor, nacional. Você precisa ir ao cinema e levar suas crianças para ver Turma da Mônica  – Laços.

Fique ligado em nosso Instagram para conteúdo do filme e mais trechos da entrevista com as crianças que vivem a turminha no filme.

Turma da Mônica – Laços chega aos cinemas na quinta, dia 27.