Após uma atualização do jogo Fortnite na versão para smartphones, que permitia que os usuários realizassem compras sem passar pelos sistemas das plataformas, iOS e Android (da Apple e Google, respectivamente), o que resultou na remoção do game das lojas de ambas as empresas.

Com isso a Epic Games, desenvolvedora de Fortnite, processou a Apple. E agora chegou a vez da Google. No texto do processo, a desenvolvedora acusa a Google de práticas monopolizadoras:

Google está usando seu tamanho para prejudicar os competidores, inovadores, clientes e usuários nos diversos mercados em que ela cresceu para monopolizar.”

No processo, a Epic aponta que a Google possui um monopólio sobre a distribuição de programas para celulares, assim como sobre os sistemas de pagamento que os integram.